Conceptos Categóricos

O QUE HA DE NOVO EM OBITO EM CRIANÇAS COM DIARREIA AGUDA E CHOQUE EM UTI

O QUE HA DE NOVO EM OBITO EM CRIANÇAS COM DIARREIA AGUDA E CHOQUE EM UTI

(especial para SIIC © Derechos reservados)
Para mostrarmos o que tem acontecido foi feito um levantamento do período de março de 2004 a março de 2006, sobre as internações com diagnóstico de diarréia aguda e choque para atualizar o perfil deste tipo de paciente.
barcielabrandao9.jpg Autor:
Marcelo Barciela Brandão
Columnista Experto de SIIC

Institución:
Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)


Artículos publicados por Marcelo Barciela Brandão
Recepción del artículo
4 de Febrero, 2007
Aprobación
18 de Abril, 2007
Primera edición
7 de Agosto, 2007
Segunda edición, ampliada y corregida
10 de Abril, 2008

Resumen
Desde a coleta de dados e publicação de Brandão MB et al, 2005 em "O óbito em crianças com diarréia aguda e choque em UTI" avanços foram obtidos em relação ao tema. Dados da Organização Mundial de Saúde mostram que a mortalidade global pela diarréia em crianças menores de 5 anos caiu de 4 milhões para 2,1 milhões. Foi uma queda perto de 50%, entretanto continua sendo um número bastante elevado. No Brasil esta tendência se mostrou a mesma, em 2000 a diarréia aguda representava 12% das mortes em crianças abaixo de 5 anos e em 2004 passou a 6.34%. Na unidade de terapia intensiva pediátrica da referida publicação, vimos cair o número de internações por diarréia aguda e choque. Para mostrarmos o que tem acontecido foi feito um levantamento do período de março de 2004 a março de 2006, sobre as internações com diagnóstico de diarréia aguda e choque para atualizar o perfil deste tipo de paciente. Em levantamento feito através da Medline, nada de novo foi publicado em relação ao tema nos últimos 5 anos, tornando o trabalho de Brandão MB et al, 2005 ainda atual e uma referência na condução e avaliação deste tipo de paciente.

Palabras clave
diarréia aguda, choque, infância, fator associado, mortalidade


Artículo completo

(castellano)
Extensión:  +/-2.79 páginas impresas en papel A4
Exclusivo para suscriptores/assinantes

Abstract
Since data collection and publication of the study conducted by Brandão MB et al in 2005: "Risk factors of death in children with acute diarrhea and shock admitted to the intensive care unit" great advances have been achieved in connection with this issue. Data from the World Health Organization show that mortality due to diarrhea in children younger than 5 years has dropped from 4 million cases to 2.1 million cases. This reduction is around 50%, but the numbers are still quite high. In Brazil, the trend was similar: in 2000, deaths due to acute diarrhea in children under 5 years represented 12% of all deaths of children that age, and in 2004, it was 6.34%. At the pediatric Intensive Care Unit mentioned in the above study, we have observed a reduction in the number of children admitted to the ICU with acute diarrhea and shock. Pediatric patients admitted to the ICU with a diagnosis of acute diarrhea and shock from March 2004 to March 2006 were studied in order to asses their profile. The review undertaken through Medline showed that no studies related to this issue were published in the last 5 years, which means that the study conducted by Brandão MB et al in 2005 is still valid, and is a reference for the management and assessment of this kind of patients.

Key words
acute diarrhea, shock, children, risk factors, mortality


Clasificación en siicsalud
Artículos originales > Expertos de Iberoamérica >
página   www.siicsalud.com/des/expertocompleto.php/

Especialidades
Principal: Pediatría
Relacionadas: Bioquímica, Cuidados Intensivos, Diagnóstico por Laboratorio, Epidemiología, Infectología, Medicina Interna, Nefrología y Medio Interno



Comprar este artículo
Extensión: 2.79 páginas impresas en papel A4

file05.gif (1491 bytes) Artículos seleccionados para su compra



Enviar correspondencia a:
Marcelo Barciela Brandão, Hospital de Clinicas e Faculdade de Ciencias Medicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 13083-060, Rua Aristides Lobo 789, Cidade Universitaria, Campinas, Brasil
Bibliografía del artículo
1. World Health Organization. Child and adolescent health and development Avalaible from www.who.int/child-adolescent-health. Accessed 28 September 2006.
2. Datasus, Ministério da Saúde (Brasil). Avaliable from tabnet.datasus.gov.br. Accessed 1 October 2006.
3. Brandão MB et al. O óbito em crianças com diarréia aguda e choque em UTI. Rev Assoc Med Bras 51(4):237-240, 2005.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Está expresamente prohibida la redistribución y la redifusión de todo o parte de los contenidos de la Sociedad Iberoamericana de Información Científica (SIIC) S.A. sin previo y expreso consentimiento de SIIC.
ua31618