Conceptos Categóricos

O MÉTODO PAULO FREIRE NA PESQUISA EM SAÚDE - Red Científica Iberoamericana (RedCIbe)

Red Científica Iberoamericana

O MÉTODO PAULO FREIRE NA PESQUISA EM SAÚDE

Ivonette Schülter Heidemann1,Antonio De Miranda Wosny2 y Astrid Boehs3
1Departamento de Enfermagem, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis, Brasil
2, Departamento de Enfermagem, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis, Brasil
3, Departamento de Enfermagem, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis, Brasil

Florianopolis, Brasil (SIIC)

Paulo Freire, eminente pensador brasileiro, tem influenciado não só a área da educação como também a saúde, tanto no Brasil como no cenário internacional. A aplicação deste método à realidade de saúde tem sido utilizado em pesquisas com objetivo de iniciar programas e ações que envolvem atividades coletivas ou individuais.

Paulo Freire, eminente pensador brasileiro, tem influenciado não só a área da educação como também a saúde, tanto no Brasil como no cenário internacional. Particularmente a enfermagem brasileira tem se apropriado das idéias deste autor, propondo novas formas de abordagem do cuidado, assim como, na educação em saúde em todos os níveis da assistência aos indivíduos, família, grupos e comunidade.
Atualmente, pesquisadores integrantes do Núcleo de Extensão e Pesquisa em Promoção da Saúde e Enfermagem - NEPEPS do Programa de Pós Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina desenvolve atividades de pesquisa com abordagem qualitativa optando pelo referencial teórico e metodológico de Paulo Freire ( Cunha 2010, Ferraz, 2011, Wuggers, 2007, Carraro, Moreno, 2011). A consolidação desta abordagem ainda é desafio, necessitando de estudos mais abrangentes e profundos. Além da pesquisa acadêmica, o método de Freire tem sido utilizado por equipes interdisciplinares e multiprofissionais na assistência e no ensino na área da saúde.
O método de investigação freireano consiste de três momentos dialéticos e interdisciplinares entrelaçados. É desenvolvido em encontros abertos, em média de 1 hora de duração, denominados Círculos de Cultura. Neste espaço, aproximam-se pesquisadores e participantes da pesquisa para investigação de um assunto de interesse do investigador, com possibilidade de transformar-se em interesse coletivo
No primeiro momento ocorre a Investigação dos temas geradores. Nesta fase busca-se o universo vivido pelos participantes da pesquisa na sociedade e no seu meio cultural. Desta etapa emergem os temas a serem problematizados. No segundo momento acontece a Codificação e descodificação. Nesta fase, os temas geradores são codificados e decodificados através do diálogo pelos participantes da pesquisa adquirindo maior consciência do mundo em que vivem. Os temas são problematizados, contextualizados, substituídos da sua primeira visão mágica, por uma visão crítica e social do assunto discutido. No terceiro momento, o Desvelamento crítico ou Problematização, promove a tomada de consciência da situação existencial, descobrem- se os limites e as possibilidades de transformação dos temas agora desvelados. Nesta etapa, ocorre um processo de ação-reflexão-ação que capacita as pessoas a aprender e evidencia-se a necessidade de uma ação concreta, cultural, política e social visando a ‘situações limites’ e superação das contradições.
A aplicação do método de Paulo Freire em pesquisas na área da saúde e da enfermagem ainda envolve oportunidades e desafios. Como oportunidades destaca-se o diferencial do método Paulo Freire de outros métodos tradicionais de pesquisa qualitativa em saúde. No ato da pesquisa freireana podemos perceber uma nítida mudança nos sujeitos da pesquisa, convergindo os objetivos do pesquisador com as necessidades do pesquisado culminando com a transformação da realidade de ambos. Não se exclui a responsabilidade do pesquisador em promover a direcionalidade da pesquisa que deve ser de forma democrática e participativa. O dialogo respeitoso é o principal instrumento que conduz a obtenção de dados mais íntimos, espontâneos e verdadeiros. Outra vantagem do método é a participação dos sujeitos da pesquisa na análise e interpretação dos dados obtidos. Neste processo o rigor epistemológico é garantido mediante uma reflexão profunda e honesta dos participantes, desvelando os temas codificados e descodificados da sua visão ingênua para olhar crítico e profundo da realidade. A aplicação deste método à realidade de saúde tem sido utilizado em pesquisas com objetivo de iniciar programas e ações que envolvem atividades coletivas ou individuais tais como: saúde do homem, da mulher, da criança, do adolescente e comunitária.
Uma das limitações de utilização do método de Paulo Freire esta relacionada a capacitação de pesquisadores interessados nesta abordagem de pesquisa. Outro limite refere-se a dificuldade de aceitação de relatos de pesquisas com o referencial freireano para publicação em periódicos. O desconhecimento do método pelos avaliadores tem sido o maior entrave, isto pode estar ocorrendo devido a resistência da aceitação dos passos metodológicos como epistemiologia da ciência. Outra questão que obstaculiza a opção de pesquisadores por esta abordagem é demanda de maior tempo para o desenvolvimento da pesquisa, como preparo do pesquisador, analise exaustiva para investigação e problematização temas geradores, além da necessidade de conquistar os sujeitos da pesquisa para interação com esta opção metodológica.
Para superar os limites da aplicação do método, e ganhar adesão de novos pesquisadores com esta abordagem, o curso de Pós Graduação de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina, disponibiliza anualmente uma disciplina que tem como objetivo preparar sujeitos que participam ou não do NEPEPS, para a pesquisa com o referencial de Paulo Freire.
ua51717
-->